Hotéis e Posadas: Descubra como manutenção preventiva ou corretiva pode impactar no seu negócio.

A palavra manutenção faz parte do vocabulário de qualquer gestor ou proprietário de hotel.

 

manutenção preventiva
Designed by Freepik

 

Mesmo que ele não vá resolve-la pessoalmente essa palavra nunca passará despercebida, todo hotel mais cedo ou mais tarde deverá passar por alguma manutenção.

A palavra reforma causa arrepios em algumas pessoas por causa das dores de cabeça que geralmente a acompanham.

Mas, saiba que uma das formas de evitar a necessidade de uma reforma propriamente dita é o investimento na manutenção dos espaços privados e sociais de seu hotel.

Então, qual é o melhor tipo de manutenção para você realizar em seu hotel?

Talvez você não tinha com clareza a noção de que existem mais de um tipo de manutenção.

É, existem, e nós vamos esclarecer as diferença entre elas e qual delas é sua melhor opção.

guia redução custo com manutenção de hoteis e pousadas

Manutenção Corretiva

A prevenção corretiva é corretamente considerada reativa, isso porque ela acontece após o surgimento do defeito ou problema a ser solucionado.

A manutenção corretiva acontece sem planejamento, e o grande problema aqui é que geralmente é o cliente que descobre o defeito.

Isso gera uma insatisfação e em certo ponto até uma decepção com seu estabelecimento.

Quando um cliente vai para um hotel ele espera que tudo saia perfeito.

Independente de quantas estrelas tenha seu hotel.

O cliente quer que o serviço encomendado seja entregue da melhor forma.

Outro grande problema dos hotéis que aplicam apenas a manutenção corretiva é o alto custo com manutenção.

Pequenos defeitos quando não reparados no início podem gerar problemas ainda maiores com o passar do tempo.

Por exemplo, registros que apresentem mau funcionamento originando vazamentos podem levar à infiltrações nas paredes.

E essa infiltração a longo prazo pode fazer com que seja necessário uma grande reforma na parede.

O que fará com que o quarto fique interditado para a reforma, refletindo em uma queda no seu faturamento.

Ou seja, custo maior com uma reforma de grande proporção somado à queda no seu faturamento pelo quarto interditado.

Com certeza essa situação não combina com economia e lucro.

Caso seja necessário fazer uma manutenção corretiva mantenha um relatório de controle. O registro permitirá identificar a origem da avaria, o mau uso do equipamento, problemas na instalação elétrica ou outros que expliquem defeitos consecutivos do objeto.

Manutenção Preventiva

Como diz o ditado: Prevenir é melhor do que remediar.

Uma manutenção preventiva trará menos dores de cabeça e terá um custo bem mais baixo do que uma manutenção corretiva.

Além de manter os problemas longe dos hóspedes, uma vez que o ocorrerá a manutenção antes que o defeito ocorra e seu cliente tome conhecimento do fato.

Para a realização da manutenção preventiva você deverá elaborar listas de checagem de acordo com cada setor.

Quanto aos quartos, não se esqueça de nada. Lembre-se de conferir:

  • A iluminação;
  • Os móveis;
  • As janelas e cortinas/persianas;
  • Os eletrodomésticos;
  • Pintura;
  • Ar condicionado;
  • O colchão;
  • Os acessórios do banheiro;
  • O funcionamento do vaso sanitário;
  • O volume da saída de água e a temperatura do chuveiro e das torneiras;

Depois que estiver com os resultados em mãos a equipe deverá analisar quais são as prioridades e montar um cronograma para a realização da manutenção.

O cronograma deverá respeitar o caixa do hotel, e também pode levar em conta os períodos de baixa temporada para a realização das manutenções de maiores impactos na hospedagem.

Organize um arquivo com os manuais de instrução, registros de intervenções e o calendário das manutenções preventivas.

A equipe técnica responsável pela manutenção deve ter acesso a essas informações e conhecer muito bem as instalações do hotel.

Abaixo apresentamos uma sugestão de formulário para controle dos serviços realizados.

Manutenção Preditiva

Poucos abordam esse terceiro tipo de manutenção, que na nossa opinião é a melhor opção de manutenção para qualquer hotel.

Isso porque fazer manutenções preventivas com uma frequência alta pode gerar mais custos.

Cumprir o cronograma da manutenção preventiva poderá fazer com que você troque equipamentos que ainda estejam bons.

Ou ainda, se um acessório ou equipamento que acabou de ser verificado vier a ser danificado por um hóspede, o defeito poderá passar despercebido pois uma nova vistoria só estará prevista no cronograma para um período posterior.

Outro exemplo é interditar um quarto para a renovação da pintura quando esse ainda estava bem pintado, apenas para cumprir os prazos do planejamento da manutenção preventiva.

Já a manutenção preditiva visa o constante monitoramento da condição dos equipamentos.

Não há uma data pré-estabelecida, o controle/ vistoria ocorre diariamente.

A parceria entre a equipe de higienização e manutenção fará toda diferença.

A equipe de higienização está em contato diário com todos os equipamentos e acessórios dos quartos e áreas comum do hotel.

Ao tirar poeira, lavar e secar os acessórios e o banheiro, trocar a roupa de cama e banho a equipe deverá observar as condições dos equipamentos e informar ao setor de manutenção qualquer alteração observada.

Mesmo que seja uma pequena frouxidão na fixação dos acessórios do banheiro.

Dessa forma, a equipe de manutenção poderá iniciar os reparos mais cedo evitando agravamento da situação ou o contato do cliente com o defeito, uma vez que os pequenos reparos poderão ser feitos entre o check-out de um cliente e o check-in do outro.

Esperamos que esse artigo te ajude.

Um grande abraço da Equipe da Idral.