Estamos passando por tempos difíceis quando se trata do meio ambiente. Os recursos naturais estão cada vez mais escassos e a água é um deles. Um bem extremamente valioso e essencial para a sobrevivência, a água potável está cada vez mais difícil de ser encontrada. Diversos rios estão poluídos, o consumo pela população, agropecuária e indústrias é enorme. Nesse contexto, a água de reúso e aproveitamento de água aparecem como possíveis soluções. 

É verdade que, no nosso planeta existe muito mais água do que terra. Mas o que muita gente não sabe é que 96,5% das águas estão nos oceanos, portanto, imprópria para o consumo. Apenas 3,5% são de água doce e dessa porcentagem, 69% está congelada. Portanto, não há tanta água assim para beber.

É por isso que cada vez mais as pessoas e as empresas estão preocupadas em fazer o reúso da água ou seu tratamento. A água da máquina de lavar, a água das chuvas, tudo isso pode e deve ser reutilizado. Vamos agora entender um pouco mais sobre o assunto, as vantagens do reúso da água e suas principais aplicações. Confira!

Quais as diferenças entre água de reúso e aproveitamento das águas?

Esses são dois termos que podem ser facilmente confundidos. Tanto é que muitas pessoas utilizam como sinônimos. Para evitar essa confusão, vamos compreender um pouco mais do assunto.

Aproveitamento de água

Isso acontece, por exemplo, com as águas das chuvas. Antes de ela fazer um longo percurso até chegar nas bocas de lobo, elas podem ser coletadas a partir de calhas nos telhados. Para utilizar essa água para fins não potáveis é necessário descartar 1 litro de água para cada 1 m² de telhado. Isso ajuda a remover as impurezas maiores que ficam na superfície das águas de aproveitamento.

Água de reúso

A água de reúso recebe um tratamento e pode acontecer, por exemplo em uma indústria. Em vez de despejar a água contaminada pelas substâncias químicas nos rios, essas empresas podem optar por reutilizar a água em um novo processo. 

Para isso, a água precisa passar por um tipo de sistema de tratamento. É preciso utilizar um local adequado para armazenagem como as cisternas. Isso vale também para as casas e apartamentos que podem ter sistemas de acordo com a necessidade.

Tipos de reúso para as águas

Reúso da água indireto não planejado

É quando uma água imprópria para o consumo é despejada no ambiente sem nenhuma intenção de ser reaproveitada. Ela vai se diluindo entre outras águas e acaba chegando nos pontos de captação de outros usuários.

Reúso da água indireto planejado

É justamente o contrário, ou seja, acontece quando a água de reúso é despejada no ambiente já com a intenção de servir a outro usuário. Para isso, a água passa por um tratamento específico e também certifica-se que, durante o seu trajeto ela só vá se misturar com outros efluentes que tenham as mesmas características.

Reúso da água direto planejado

A água de reúso, neste caso, não é lançada no meio ambiente. Ela já segue diretamente para o local no qual será reutilizada. Pode servir para residências, irrigações de plantas e indústrias.

Quais os tipos de água de reúso?

Como dissemos, a água de reúso precisa de um tratamento específico para que possa ser novamente utilizada. Por isso, há alguns sistemas e aplicações específicas. Confira quais são eles.

Lava-rápido e postos de gasolina

Esses são locais em que gasta-se uma grande quantidade de água. É por isso que eles são tão indicados para usar a água de reúso, pois ela mostrou-se ideal para diversas empresas nos mais variados setores. A água de reúso não precisa ser potável, ela só precisa ser livre de resíduos para não danificar o veículo nem internamente, nem externamente. 

É possível chegar a um grande consumo de água, cerca de 60% com os sistemas de reúso. Nos casos em que as águas das chuvas também são aproveitadas, filtradas e armazenadas em cisternas, essa porcentagem de economia pode chegar a 80%. Só aqui você tem duas vantagens para o seu negócio: economia na conta de água e reconhecimento dos clientes. As pessoas estão, cada vez mais, valorizando empresas que se preocupam com o meio ambiente.

Setor agrícola

O setor agrícola é um dos maiores consumidores de água doce. Aqui no Brasil, a agricultura é a maior responsável pelos gastos de água: somente para irrigação há o consumo de 70% de água doce disponível no país. E devido à grande escassez de água prevista para os próximos anos, usar sistemas de reúso da água é extremamente relevante.

Nesse caso, o reúso das águas das chuvas é o mais indicado já que águas vindas de outros locais pode trazer com ela micro-organismos que oferecem perigos à saúde por meio dos alimentos cultivados. A água de reúso pode ser aplicada, por exemplo, na irrigação, onde há o maior consumo desse líquido.

Águas residenciais

Ainda que não seja o mais responsável pelo consumo de água o mundo, as residências também consomem muita água e todos nós somos responsáveis por preservar água potável para as próximas gerações. 

A maior quantidade de água de reúso pode vir nas águas das chuvas, a água da descarga (claro que precisaria de uma modificação no encanamento da água para que isso seja possível) e a água da máquina de lavar roupas. Essas águas podem ser utilizadas para lavar carro, a casa, irrigação de plantas e assim por diante.

Águas em condomínios

Atualmente já existem diversas tecnologias que os condomínios podem usar para reutilizar a água.  Por exemplo, é possível fazer uso do piso permeável que, além de evitar alagamentos em alguns pontos, consegue levar essa água para ser armazenada. 

Além disso, a água que os moradores usam para lavar os carros pode ser reutilizada para a lavagem de outros carros com um sistema simples de reúso. 

Águas em hotéis, motéis e pousadas

As mesmas ideias para reúso da água em residências podem ser aplicadas aos hotéis, motéis e pousadas. Aqui, destaca-se o volume que utilizado por esses empreendimentos, que necessitam lavar uma grande quantidade de toalhas e roupas de cama e limpar os quartos, banheiros e áreas comuns. Ao apostar na água de reúso, os impactos positivos podem ser representativos, tanto no bolso como no meio ambiente. 

Águas em indústrias

O setor industrial é outro que pode obter muitos benefícios ao reutilizar a água. O impacto desse tipo de empresa é enorme, então adotar soluções sustentáveis ganha uma nova e maior escala. Além disso, com a realidade da crise hídrica brasileira, garantir a disponibilidade da água pode salvar a produção. 

Aproveitar a água de reúso é de extrema importância. Isso não só reduz a conta de água no final do mês (o que faz muito bem para o seu bolso), como também ajuda a nossa geração a se tornar mais sustentável, preservando água limpa para as próximas gerações. 

A Idral oferece um sistema completo de tratamento para água de reúso. Entenda como ele funciona e como você pode tê-lo na sua casa ou empresa.

Hotéis, motéis e pousadas consomem uma grande quantidade de água, o que supõe um alto custo. Reutilizar a água é uma solução quase obrigatória para esse tipo de empreendimento, já que traz benefícios financeiros e para o meio ambiente. 

água de reuso hotel
água de reuso hotel

Basta pensar um pouco no dia a dia de um hotel: são inúmeras pessoas tomando banho a todo momento, quilos e mais quilos de toalhas e lençóis para lavar e mais água para limpar cada quarto, cada banheiro e as áreas comuns. Isso sem falar que é preciso regar as plantas, especialmente de propriedades maiores ou aquelas de hotel fazenda. As pousadas e hotéis do litoral também consomem uma grande quantidade de água, pois os hóspedes tomam banhos de maneira mais frequente. 

De acordo com alguns números divulgados pelo Ministério das Cidades, 41% de água tratada, ou seja, que seria boa para o consumo, é desperdiçada. Considerando que apenas 2,6% de toda a água do planeta é doce e que desses, 1,8% está congelada nas geleiras, sobra uma quantidade mínima de água para o nosso consumo. Reduzir o desperdício se faz cada vez mais necessário.

A questão é: o que fazer para reduzir o desperdício de água? Como esses locais podem diminuir o grande consumo de água dos hóspedes e também para a manutenção do local? Como se tornar um empreendimento sustentável e reduzir os custos com gastos de água? É exatamente sobre isso que falaremos neste artigo. Acompanhe-o e tenha boas ideias para aplicar no seu negócio!

A crise hídrica no Brasil

Ultimamente, o início de todos os anos, o que corresponde ao verão, tem sido bem difícil para a rede hoteleira e motéis, especialmente em São Paulo. Um hotel que não pode fornecer água para os hóspedes simplesmente não tem como recebê-los. Alguns locais tiveram que diminuir a quantidade de hóspedes ainda que tivessem quartos disponíveis. Portanto, saber utilizar bem a água é uma necessidade do seu negócio. Sem ela, ele simplesmente não funciona.

Em 2014, por exemplo, a Sabesp precisou fazer o que os paulistanos chamaram de “rodízio informal”. Diversos bairros ficavam sem água das 23 às 5 horas. A pressão da água nas tubulações era reduzida e, por conta disso, muitas pessoas ficavam sem água em uma parte do dia, inclusive os hotéis. E, 4 anos depois, o maior sistema de abastecimento da cidade, o Sistema Cantareira, entrou em estado de alerta quando ficou abaixo de 40% da sua capacidade, mais especificamente, 39,9%. E o volume de água continuou caindo dia após dia. 

Como a crise hídrica atingiu a rede hoteleira

Os hotéis no interior de São Paulo também sofreram com a crise hídrica. Em Avaré, por exemplo, 4 grandes hotéis perderam uma grande quantidade de reservas por conta do recuo das águas. Muitas dessas empresas tinham marinas, mas elas secaram tanto que começaram a emergir bancos de areia e árvores que estavam caídas e submersas. Era impossível rodar de lancha por ali. Um dos hotéis investiu um grande valor na compra de um catamarã que não pôde ser utilizado.

Além da perda de hóspedes, muitos hotéis que tinham como diferencial os passeios de barco ou de lancha tiveram que demitir muitos funcionários. Não só pelo corte de custos, mas também porque não tinha trabalho a ser feito pela equipe náutica.

Poços artesianos em hotéis

Uma das alternativas encontradas por muitos hotéis para enfrentar a crise hídrica é o uso de poços artesianos.  Os poços são perfurações feitas até que se alcance o lençol freático existente no local e que possuem uma vazão entre 500 L/h a 4.000 L/h. Caso a vazão seja de 4.000 L/h, esse poço consegue oferecer 96.000 L de água por dia.

O poço artesiano, para que funcione da melhor maneira possível, precisa ter algumas partes como tubos, filtros e a bomba. É a bomba que consegue levar a água para cima, que fica armazenada em um reservatório. 

poço artesiano tratamento de água
poço artesiano tratamento de água

 

Um dos problemas que os hotéis com poço pode enfrentar é quanto à qualidade da água. Por exemplo, às vezes não é possível utilizá-la para lavar as roupas por conta da grande quantidade de minério que vem junto. Além disso, em algumas áreas, a água pode estar contaminada com a presença de coliformes fecais, sendo um risco para a saúde de todos.

Mas isso não significa que essa água não possa ser utilizada. É possível fazer o tratamento removendo as impurezas, acrescentando cloro para matar os agentes infecciosos e tornando-a boa para as tarefas que precisam ser realizadas dentro do hotel, pousada ou motel.  

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo decidiu fazer uma pesquisa e criou uma cartilha na qual faz a comparação do consumo de água por dia em diversos setores do comércio. Hotéis com cozinhas e lavanderias gastam entre 250 a 350 litros de água por hóspede! Esse número cai para 120 litros quando o hotel não possui lavanderia ou cozinha. 

O que fazer com toda essa água? É o que vamos ver agora!

O que é água de reuso e como funciona?

A água de reuso, também conhecida como água residuária, é aquela água proveniente da cozinha para lavar os pratos e preparar os alimentos. Água do banho, da descarga e outros tipos que usamos no nosso dia a dia. O mesmo podemos falar da água usada para lavar toalhas e lençóis, por exemplo. 

Depois de captada por um sistema específico, essa água é tratada até que fique dentro do padrão de uso recomendável pelos órgãos responsáveis. Não chega a se transformar em água própria para o consumo, ou seja, não é água potável. Mas pode ser utilizada em diversas outras coisas. Existem, basicamente, 2 tipos de água de reuso:

  • Indireto: quando a água é descartada nos corpos hídricos com ou sem tratamento e depois é tratada e levada para qualquer outro local;

  • Direto: quando a água é descartada e em local próprio para tratamento e reúso da água, ou seja, a água de reuso já tem destino certo.

Vamos entender agora como funciona a água de reuso e em quais setores da rede hoteleira ela pode ser aplicada.

Água das lavanderias

Boa parte dos hotéis, motéis e pousadas possuem lavanderia própria. Por isso, o consumo de água com a lavagem de toalhas e lençóis é bastante elevado. Você não precisa jogar toda essa água fora – ela pode ser reutilizada. 

É possível instalar um sistema de tratamento no próprio estabelecimento. Tudo acontece da seguinte forma: a água sai direto das lavanderias e vai para o sistema. Primeiramente, ela passa por um dosador e é distribuída em 3 tanques. Em seguida, passa por uma bomba pressurizada, por um filtro, mais um dosador e, por fim, vai para um reservatório de água tratada. Essa água pode ser ligada à uma pia ou ao próprio sistema da lavanderia. Dessa forma, a água utilizada poderá ser reutilizada, evitando-se assim o desperdício.

Esse mesmo sistema pode ser utilizado para a água dos banheiros. Assim, a água do banho e da pia também pode ser aproveitada. Alguns sistemas de tratamento também conseguem aproveitar a água da descarga – aqui, já é preciso utilizar um novo sistema.

Água das chuvas

Outra ótima maneira de reutilizar a água é captando a água das chuvas e sem desperdício. Para usar esse tipo de água recomenda-se tirar vários litros da superfície antes para remover as impurezas. No caso do sistema da água de reuso, cada gota é a aproveitada.

captação de água da chuva

A água da chuva, normalmente, fica em um reservatório. Essa água sai do reservatório, passa por uma bomba pressurizada, dois filtros e um dosador e, por fim, vai para um outro reservatório onde só haverá água tratada. É uma água que também pode ir para as lavanderias ou pode ser usada, por exemplo, para regar o jardim, lavar os carros dos hóspedes caso ofereça esse serviço, limpar quartos e banheiros e assim por diante.

Por que investir em um sistema para reutilizar a água?

Melhor custo-benefício

No primeiro momento, você pode pensar que é um investimento muito grande instalar esse tipo de sistema, mas precisa pensar no longo prazo. Quantas e quantas vezes você lava as peças dos quartos? Quanta água gasta para limpar cada quarto e cômodo do hotel? Certamente é bastante água desperdiçada o que pesa no seu bolso.

Isso sem falar que as pessoas estão preferindo comprar e adquirir serviços de estabelecimentos que são sustentáveis e amigos do meio ambiente. Segundo pesquisa realizada, 87% dos consumidores preferem comprar de empresas sustentáveis. Então, além de você reduzir os custos com água, ainda consegue atrair mais hóspedes.

Maior vazão

Quanto maior a vazão, mais água você tem disponível por hora. Isso quer dizer que terá maiores condições de abastecer o seu hotel, especialmente em épocas de crise da água que o Brasil passa de tempos em tempos.

Não perde hóspedes

E por falar em crise hídrica, se você não quer passar pelos mesmo problemas que outros hotéis que citamos neste texto, ter um sistema de reuso é essencial. Sua empresa não terá problemas em, por exemplo, manter os quartos limpos e lavar toalhas e roupa de cama. Assim, a água potável pode ser utilizada para o que realmente for necessário. Seu hotel continuará funcionando muito bem mesmo em momentos de crise.

Clorificação

A água precisa ser tratada ainda que não seja para consumo. Por isso, é importante acrescentar o cloro para que o líquido fique livre de micro-organismos que fazem mal à nossa saúde. Com um sistema de tratamento de reuso, você também terá essa vantagem. 

Personalização

O sistema de reuso pode ser facilmente adaptado aos mais diferentes locais e espaços. Isso quer dizer que você não precisa de um grande terreno ou de reformas e grandes mudanças para instalar o sistema de de tratamento de água. É possível ter um sistema que consiga se adaptar às suas necessidades e também ou espaço disponível.

Como a rede hoteleira pode reduzir o consumo de água?

Conscientização dos hóspedes

Os hóspedes também precisam ser conscientizados sobre o consumo de água. O objetivo aqui não é que o hotel pague menos na conta de água, mas sim pensar na sustentabilidade. Por exemplo, muitos locais já estão deixando avisos sobre o uso das toalhas para usá-las o máximo de vezes possível em vez de usar apenas uma vez e já colocar para lavar. 

O mesmo podemos dizer sobre tomar banho com o chuveiro aberto o tempo todo, fazer a barba ou escovar os dentes. Um ótima maneira de fazer com que os hóspedes pensem de uma maneira mais sustentável é mostrando números. Cole algumas estatísticas nas paredes dos banheiros, quanta água cai do chuveiro por minuto e assim por diante.

Captação da água das chuvas

É muito importante aproveitar bem a água das chuvas. Hoje em dia, existem duas formas muito boas: o uso de calhas (já bastante conhecido) e pisos drenantes que podem ser colocados nas áreas externas do hotel. A água é levada para um reservatório e de lá pode ir para o sistema de tratamento. 

Vazamentos

Os vazamentos podem se tornar os grandes gargalos de água da rede hoteleira. Eles podem estar dentro dos quartos, na cozinha, na lavanderia ou em áreas comuns. Por isso, é sempre bom observar esses lugares periodicamente em busca de algo. Os vazamentos representam um grande desperdício de água.

Torneiras com fechamento automático

Assim como instalar lâmpadas com sensor é bastante útil, o fechamento automático de torneiras também é um ótimo negócio. Elas podem ser com sensor ou estarem programadas para fechar em “x” segundos depois que foi aberta.

torneira automática idral
torneira automática idral

Use redutor de vazão nas torneiras

Com um redutor de vazão a quantidade de água gasta será bem menor. Um item como esse consegue reduzir em até 50% a pressão liberada pela torneira e, em média, gera 30% de economia para o seu negócio. O redutor pode ser instalado em todas as torneiras dos quartos, na cozinha e em áreas comuns. 

redutor de vazão
redutor de vazão

Você já pode começar a preparar o seu estabelecimento para o verão, no qual há um período de crise hídrica, especialmente no estado de São Paulo. É melhor investir agora e garantir que não haverá perdas de hóspedes no futuro. Além do mais, ao reutilizar a água, você já começa a economizar com o consumo e ajudar o meio ambiente.

Quer saber como funciona o sistema de tratamento para água de reuso? Entre em contato com a gente e tire as suas dúvidas!

A economia de água em condomínios é um assunto que vem ganhando cada vez mais relevância. Em alguns edifícios, a conta de água é a segunda mais alta, perdendo apenas para a folha de pagamentos dos funcionários. De acordo com pesquisas, o consumo de água pode representar até 15% das despesas do condomínio. filtro de água para condomínio

Há algumas boas alternativas para que os condomínios possam reduzir ou aumentar a eficiência do consumo, aproveitando por exemplo as águas das chuvas. Algumas pessoas acreditam que essas águas estão sujas e cheias de resíduos e, por isso, não servem por exemplo, para lavar os carros. Os resíduos na água podem arranhar a pintura. Mas existem formas de tratar a água para que esses resíduos não incomodem mais. 

Outra opção para os condomínios são os poços artesianos. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa técnica e entender como essa água pode ser facilmente utilizada para diversas finalidades. Acompanhe!

O que é um poço artesiano?

O poço artesiano é aquele utilizado para captar água subterrânea, mas para instalá-lo é preciso ter autorização do setor de águas da cidade. Há uma escavação que precisa ser acompanhada por um profissional adequado para que o empreendimento realmente ofereça as vantagens esperadas.

É preciso cavar até encontrar um reservatório subterrâneo de água, algo que pode variar de 70 a 100 metros. Você também precisa ficar atento à questão da vazão. Por exemplo, para um condomínio com 50 ou 100 apartamentos, é necessário que a vazão seja de, pelo menos, 10 mil litros de água por hora. Portanto, na hora de fazer o poço fique atento para não ter que fazer o mesmo trabalho duas vezes.

Como reutilizar a água dos poços?

A água do poço costuma ter muitos resíduos, o que dificulta o seu uso em diversos aspectos, especialmente para uso residencial. Portanto, investir no tratamento da água pode ser bastante útil de diversas maneiras. 

A água pode ir, por exemplo, para um tanque, um tipo de reservatório. Chegando nesse reservatório a água passa por um tipo de tratamento que funciona da seguinte forma:

Bomba Pressurizadora > Filtros > Dosadora > Água Tratada

filtro de água para condomínio
filtro de água para condomínio

Como você pode ver, é um sistema bem simples e que pode fazer o condomínio economizar até 50% do consumo de água. Esse sistema de tratamento para água de reuso também pode ser utilizada. O mesmo pode ser feito para as águas das chuvas. Nesse caso, a água pode seguir por meio de calhas para um tanque e de lá começar o processo de tratamento mencionado acima. 

Outra opção para a economia de água em condomínios

Além de reutilizar a água das chuvas e subterrâneas, sabia que você também pode reutilizar a água das máquinas de lavar? Isso vale especialmente para os condomínios que possuem uma lavanderia de uso comum, mas também é possível instalar um sistema de tratamento para reuso em cada apartamento. 

Funciona da seguinte forma: a água da máquina de lavar passa por um equipamento chamado Dosadora, que fica instalado por onde a água passa. Depois, essa água será distribuída em 3 tanques. A partir daí, a água dos tanques vai passando pelo cano onde há uma bomba pressurizadora instalada, um filtro e uma outra Dosadora. Por fim, vai para um outro tanque, onde só terá água tratada.

Essa água tratada pode ser conectada para uso em outros locais, como na torneira da pia da área de serviço, servindo para limpeza da casa, molhar as plantas e também para lavar o carro ou novamente para lavar uma nova leva de roupas.

Por que usar um sistema de tratamento para reuso da água?

Personalização

Quer instalar o sistema de reuso no seu condomínio? Há um de acordo com o tamanho e a capacidade que você precisa. Você pode, por exemplo, começar com apenas um sistema pequeno e ir ampliando à medida que identifica os benefícios e as vantagens no seu condomínio.

Clorificação

Falamos aqui de um equipamento chamado Dosadora no sistema de tratamento da água para reuso não foi? Ela serve justamente para dosar o nível de cloro que vai para a água. E é bem fácil de encontrar, você pode ir em lojas de equipamentos para piscinas e comprar as pastilhas de cloro. 

Essa substância é essencial para eliminar diversos agentes patogênicos como vírus, fungos e bactérias que causam problemas para a nossa saúde. Não importa se a água não é para beber ou fazer comida, o cloro precisa ser adicionado. Por isso é importante que o sistema seja completo.

filtro de água para condomínio
filtro de água para condomínio

Automação

Você não vai precisar ligar e desligar o sistema de tratamento da água, pois isso é feito de maneira automática. Ele consegue identificar o momento que o registro está aberto e começa a funcionar. Quando o sistema está fechado, ele também encerra o processo sem que você precise dar os comandos.

Utilização qualquer

A água de reuso pode ser utilizada para qualquer finalidade desde que seja de uso não potável, ou seja, ela não é indicada para beber, tomar banho, cozinhar alimentos e outras tarefas nas quais a água entre em contato direto com a pele. 

Ainda assim, sobram inúmeras opções para a reutilização da água. Lavagem de carros, passar pano na casa, lavar áreas de uso comum, utilizar no sistema de irrigação da grama e assim por diante. filtro de água para condomínio

Vazão e pressão

Para um condomínio com modelo de edifício, a pressão e a vazão da água são muito importantes. Afinal de contas, a água precisa alcançar o andar mais elevado até alcançar o último. filtro de água para condomínio

Como os condomínios podem economizar mais água? filtro de água para condomínio

Além de instalar um sistema de tratamento para obter água de reuso, todos do condomínio podem fazer a sua parte para poupar água. Isso não é bom apenas para o bolso, mas principalmente para o meio ambiente. Poupar água para as próximas gerações é essencial.

filtro de água para condomínio
filtro de água para condomínio

Procure por vazamentos

Os vazamentos podem ser um verdadeiro problema. Primeiro porque gera desperdício de água boa para o consumo e, segundo, é difícil de encontrar. O vazamento pode estar na casa de algum morador, em áreas comuns (que são muitas) e assim por diante. O fato é que esse vazamento precisa ser encontrado e o problema resolvido o mais rápido possível. 

Economize em torneiras e chuveiros

Atualmente, é possível encontrar torneiras e chuveiros que conseguem reduzir a vazão e assim conseguem uma economia muito importante de água. Os redutores podem ser simples como uma rede de ferro para direcionar o fluxo de água ou podem ser mais complexos como as torneiras automáticas. Veja também opções de peças para instalar em torneiras e controlar a vazão!

A água da descarga

Sim, a água da descarga também pode ser reutilizada e pode passar por um tratamento. É claro que, nesse caso, é necessária uma instalação de sistema específico para essa finalidade. Mas é possível também utilizar um modelo de descarga que não despeje tanta água. Por exemplo, enquanto os sistemas de descarga mais antigos despejavam de 12 a 16 litros de água, os novos liberam apenas 6 litros.

filtro de água para condomínio

Mude o sistema de aquecimento

É bastante comum ver condomínios com um sistema de aquecimento central de água. Parece mais econômico do que usar um sistema para cada chuveiro, mas há uma armadilha por trás.

O problema aqui é quando ligam o chuveiro. Primeiro desce uma água bastante fria, que é inutilizada pelo morador e só depois que a água quente começa a sair é que o banho realmente começa. Pense em um condomínio com várias pessoas fazendo isso todos os dias por 1 mês ou por 1 ano? São muitos e muitos litros de água jogados fora.

Portanto, a melhor opção, na verdade, é que o sistema de aquecimento seja conectado diretamente no chuveiro. Isso promoverá uma grande redução no desperdício da água.   filtro de água para condomínio

Conscientize os moradores

Você já tomou todas as decisões necessárias para reduzir o desperdício da água, já realiza o tratamento e instalou o sistema para ter água de reuso. Agora é o momento de conscientizar os moradores. Coisas simples como não deixar o chuveiro aberto durante todo o banho ou não deixar a torneira aberta enquanto escovam os dentes ou fazem a barba são algumas delas.

Na hora de lavar o carro, a preferência é utilizar um balde que gasta muito menos do que uma mangueira. Mas como a mangueira é muito mais prática para esse tipo de tarefa, é possível disponibilizar a água de reuso para os moradores.  filtro de água para condomínio

A economia de água em condomínios pode ser feita das mais diversas formas. Existem muitas maneiras para isso, sendo uma das que oferecem um melhor custo-benefício é a instalação de sistema de tratamento para água de reuso. Assim, todos estarão utilizando água de qualidade e livre de problemas de contaminação pelo contato.

Quer saber mais como funciona a água de reuso e os sistemas necessários? Entre em contato com a gente e converse com os nossos especialistas no assunto!

As crises hídricas que vemos no Brasil não afetam apenas as residências, mas todos os setores da economia e, principalmente, a indústria de uma forma geral. Um das que mais sofre é, por exemplo, a de cosméticos, pois a água é essencial para fazer os produtos. Há alguns que levam mais de 80% de água na fabricação como os cremes hidratantes.

água de reuso para indústria
Água de reuso para Indústria

A falta de água é um grande e grave problema para o setor industrial. O desperdício de água por essas empresas preocupa a todos devido ao problema da escassez de água. Dentro do país, o setor da indústria de transformação representa o 3º maior uso, só perdendo para o abastecimento urbano e rural. As indústria de celulose, papel e produtos de papel, bebidas, produtos químicos, bebida e biocombustíveis são os grandes responsáveis pela retirada de 85% da água e representam 90% do consumo do recurso quando o assunto é setor industrial.

A situação entre 2014 e 2015 foi bastante grave. De acordo com algumas pesquisas feitas na época, constatou-se que pode faltar água para a produção industrial já em 2035 se mudanças não forem realizadas no consumo e em relação ao clima de uma forma geral.

A seguir, vamos falar um pouco mais sobre como a crise hídrica afeta as indústrias e de que maneira o reuso da água pode minimizar os impactos negativos no setor. Confira!

Como a crise hídrica afeta a indústria?

Em 2015, a Zona Oeste do Rio de Janeiro sofreu com a crise hídrica especialmente por ser uma área de grande concentração industrial. Somando-se à crise de escassez de água na região, os empresários ali ainda enfrentam a questão da transposição e também da dependência do Rio Paraíba do Sul.

Em São Paulo são muitos os problemas. A crise não foi e não é provocada apenas pela falta de chuvas, mas também pelo crescimento desordenado da cidade e da grande concentração populacional. Em cerca de 50 anos, a população da cidade pulou de 4,8 milhões para 11,8 milhões e só na região metropolitana são mais de 22 milhões de habitantes.

De acordo com o site da Sabesp, cada pessoa consome 110 litros de água por dia para as necessidades de higiene e consumo). Multiplicando esse número pela quantidade de habitantes na maior cidade do país, temos um consumo diário de 2.420.000.000 litros de água. Além disso, há um grande desperdício de água: 30% de toda a água tratada e boa para o consumo oferecida pela companhia de saneamento do estado.

Com isso, veio também a poluição dos rios, a grande verticalização de moradias (aumentando os efeitos climáticos do aquecimento), impermeabilização do solo (o que dificulta a passagem das águas das chuvas para o lençol freático), grande poluição pelo uso de automóveis e assim por diante.

A crise hídrica só não trouxe um problema maior porque, ao mesmo tempo, o Brasil entrou na crise econômica. Então, as indústrias não estavam produzindo com capacidade total.

Bom, como se pode ver, o cenário para os próximos anos não é nada promissor e as indústrias precisam se prevenir das próximas crises hídricas que estão por vir. Ainda não há um projeto do estado para garantir o fornecimento de água para o setor ou tentar criar estratégias para um consumo de água mais consciente por todos. Então, o melhor a fazer é criar a sua própria estratégia.

Usos da água na indústria

A água é utilizada pelas indústrias em diversos processos e também diretamente nos produtos, como ocorre no caso da indústria de bebidas e também na de cosméticos. Por exemplo, na indústria de cosméticos, a água é o principal insumo utilizado no produto. Já em vários outros tipos de indústrias, os produtos químicos utilizados precisam ser dissolvidos e diluídos em água para o uso. Alguns tipos de processos produtivos precisam de uma fonte de água contínua, por exemplo:

  • polimerização química;

  • fabricação de papel;

  • mineração;

  • branqueamento da celulose;

  • tingimento;

  • impressão;

  • produção têxtil;

  • resfriamento de usinas.

Todos os processos citados consomem uma grande quantidade de água e esse é um dos maiores custos que as indústrias apresentam.

Ainda há vários outros. Por exemplo, alguma pistolas à pressão usam a água para realizar um corte mais preciso. O líquido também é utilizado nas lâminas de serragem, evitando o superaquecimento.

Além do uso da água nos processos e nos produtos industriais, a água também é utilizada pelos funcionários com o uso de banheiros e também pelos refeitórios para a preparação dos alimentos. Além disso, a água também é utilizada na limpeza.

Poluição das águas pelas indústrias

Não é de hoje que todos sabem o quanto as indústrias poluem o meio ambiente despejando, além de lixo, água contaminada em rios e outros locais. Uma quantidade grande de água contaminada acaba caindo no lençol freático contaminando, inclusive, água limpa e potável para o consumo. Considerando que apenas menos de 1% da água do mundo está boa para o consumo, é algo preocupante.

E não é só o consumo da água em si que fica prejudicado. A população ribeirinha, que depende das águas dos rios para a sobrevivência, vivendo principalmente da pesca, passa a ter menos locais para isso. Isso acaba forçando muitas pessoas deixarem as suas cidades, indo para cidades maiores em busca de emprego, gerando a grande concentração populacional que falamos aqui.

Metalúrgicas também são outros tipos de indústrias com alto grau de contaminação das águas. Liberam grande quantidade de cálcio, cádmio, cobre, manganês, sódio e zinco nas águas deixando-as impróprias para o consumo aumentando os riscos de provocar doenças na população.

Por tudo isso, é mais do que urgente que o setor industrial tome providências para reduzir não só o consumo da água como também melhorar a qualidade dos efluentes, reduzindo a poluição. Ele não ganha somente com uma redução de custos pela economia de água como também tem mais chances de ganhar clientes. De acordo com pesquisas, 87% da população prefere comprar de empresas sustentáveis e amigas do meio ambiente.

E o que fazer?

Água de reuso para Indústria

Existem várias maneiras de reduzir o consumo de água pelas indústrias ou mesmo de reutilizar a água. É possível colocar em isso em prática, e algumas indústrias já fazem aqui no Brasil.

Um ótimo exemplo é o da Heineken. A indústria de bebidas é, de uma forma geral é uma das que mais consome água para produção. Para cada litro de cerveja que é produzido é preciso utilizar 6 litros de água. A Heineken conseguiu reduzir esse número para 4,9 litros sem perder a qualidade ou o número de vendas. Por ano, a empresa consegue economizar em água o equivalente a 38 piscinas olímpicas. Além disso, 92% das cervejarias fazem o tratamento de efluentes. É um belo exemplo a ser seguido.

Você pode começar de uma forma muito simples: tratamento para água de reuso. É possível instalar um sistema para a sua indústria de acordo com as suas necessidades.

Como funciona o tratamento de água de reuso?

A ideia é bem simples. Vamos pensar em uma indústria têxtil, por exemplo, que é uma das maiores poluidoras dos rios, só perdendo para o petróleo. O efluente das máquinas para a lavagem vai para o sistema de tratamento por meio da tubulação. Essa água deve ficar em um reservatório onde o sistema será instalado. Essa água passará por uma dosadora, responsável por adicionar cloro à água para eliminar a presença de micro-organismos que prejudicam a saúde.

Depois, essa água é despejada em 3 tanques. À medida que vai caminhando pela tubulação, passa por um filtro e também por uma outra dosadora. Por fim, vai para um tanque no qual fica armazenada para sua utilização. Dessa maneira, a indústria pode, facilmente, utilizar a água de reuso em diversos processos produtivos, evitando assim não apenas o desperdício de água como também o despejo de efluentes não tratadas na natureza.

O sistema de tratamento também pode ser utilizado a partir de outras fontes de água como a água das chuvas. Por meio de um sistema de calhas e canos, a indústria pode aproveitar uma boa quantidade de água para uso interno, por exemplo, ao molhar os jardins ou para a limpeza dos mais diversos locais.

Quais as vantagens da água de reuso?

água de reuso para indústria
Água de reuso para Indústria

Não poluem o meio ambiente

As indústrias são uma das grandes responsáveis pela contaminação dos rios e pela escassez de água. Afinal de contas, se as águas ficam impróprias para o consumo e para o uso, a quantidade de água disponível fica cada vez menor. Assim, a água de reúso torna-se um potente aliado quando o assunto é preservação ambiental. Além disso, como já dissemos aqui, ser uma empresa amiga do meio ambiente é um atrativo para novos clientes.

Torna-se um diferencial competitivo

A sua indústria precisa ter um diferencial da concorrência. Pois bem, a utilização da água de reuso pode oferecer isso e a ideia é bem simples.

Primeiro, por ser uma empresa sustentável e que ajuda na preservação do meio ambiente. Segundo que, por usar água de reuso, a economia desse insumo será grande, gerando também economia nas despesas. Assim, é possível oferecer um produto com menor custo, obtendo maior competição no mercado.

Aumenta os lucros

Essa é uma dedução até lógica. Se você passa a reduzir o consumo de água reutilizando a água que já utiliza e se consegue atrair mais clientes por ser uma empresa que pensa no meio ambiente, logicamente as chances de aumentar os lucros são maiores.

Mais incentivos fiscais

O Governo Federal, assim como o estadual e municipal, andam bastante preocupados com a questão da água. Quando chega o verão, estados como o de São Paulo já precisam ficar em estado de alerta com a escassez de água.  Todas essas questões geram despesas até que sejam resolvidas, algo que qualquer governo deseja evitar.

Além disso, ao utilizar a água de reuso, as indústrias eliminam uma quantidade menor de toxinas nos rios e lagos. Isso, por sua vez, reduz o número de doenças na população o que também gera uma redução nos gastos com a saúde pelo governo.

Quais outras formas de economizar água?

Mapear o uso da água

O primeiro passa é saber onde estão os maiores pontos de desperdício da água na indústria. Há algum vazamento? As descargas são as mais econômicas? É preciso saber por quais setores a água passa e quais mais precisam de água para fazer a gestão do insumo da melhor forma possível. Quanto às descargas você não precisa comprar novas, basta usar um economizador para caixa de descarga.

redução de água
Água de reuso para Indústria

Use redutores de vazão

Uma forma muito simples de diminuir o desperdício de água é utilizando os redutores de vazão em torneiras. Com os reguladores de fluxo de água nas torneiras é possível fazer uma grande economia sem perder o desempenho e a produtividade. Você pode instalar tanto nas torneiras dos banheiros quanto nas da cozinha e em outros pontos necessários.

Conscientização dos funcionários

O consumo da água pelos funcionários também é algo necessário. Por exemplo, depois do almoço, na hora de escovar os dentes, fechar a torneira. Locais onde é permitido tomar banho, é preciso ter o mesmo cuidado. Para isso, deixar avisos em locais visíveis com estatísticas sobre a escassez da água pode ser um fator de convencimento. Outra coisa que pode ser feita é instalar torneiras automáticas em todas as pias.

Opte por soluções a gás

Também conhecido como gelo seco, o dióxido de carbono pode ser um ótimo substituto da água quando o assunto é limpeza de máquinas e demais equipamentos industriais. Usar jatos de gelo seco é um procedimento bastante útil para remover, por exemplo, tintas, óleos, graxa, entre outras substâncias, inclusive uma simples poeira.

Esse tipo de limpeza oferece inúmeras vantagens: não deixa resíduos e, o melhor de tudo, não é um condutor de eletricidade, oferecendo maior segurança para os funcionários e menor risco de acidentes de trabalho. Além disso, não há a necessidade de desmontar todo o maquinário.

Usar um sistema de tratamento para água de reuso é um decisão estratégia e benéfica para as indústrias dos mais diversos setores. Ainda que ela não sirva para ser adicionada para o produto em si, pode ser utilizada várias vezes em diversos processos. Todos saem ganhando.

Quer saber como instalar o sistema de tratamento e começar a ter os benefícios da água de reuso na sua indústria? Então, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

A agricultura, por muitas vezes, é apontada como grande vilã do meio ambiente. Mas, com o uso de tecnologia verde para a captação de águas da chuva, abre-se uma nova visão para o setor! Entenda como reúso de água na agricultura pode ajudar o setor.

agricultura água de reuso

reúso de água na agricultura  – irrigação com reuso de água

O uso de energias renováveis e reúso de água no campo muitas vezes aparecem como temas de destaque no setor agrícola. Isso porque os instrumentos que captam energia solar e reutilizam água são alternativas sustentáveis e inteligentes, que ajudam a economizar nos gastos entre uma colheita e outra.

Historicamente, essas técnicas são mais comuns entre pequenos produtores. Porém, o que vem chamando a atenção nos últimos anos é que grandes produtores e fazendeiros também vêm demonstrando interesse em fazer uso de sistemas renováveis e inteligentes no dia a dia de grandes produções.

Além de gerar uma economia no fluxo de caixa, investir em sistemas de tratamento e captação de água da chuva ajuda a minimizar os impactos nocivos ao meio ambiente que grandes plantações e pastos causam ao meio ambiente. No final, o benefício vem em dobro, e tanto o bolso como o planeta agradecem. 

Se você se interessou por essas possibilidades do reúso de água, deve estar se perguntando como ele pode ser de fato aplicado ao setor agrícola e o que é necessário para aderir e impulsionar a agricultura sustentável no Brasil. Vamos descobrir?

O que é preciso para iniciar um sistema de reúso de água na agricultura?

Primeiro, é necessário compreender quando o reúso de água é favorável para o setor agrícola. Quando falamos desse tipo de indústria, não é possível aplicar para a irrigação de plantações, por exemplo, águas que – apesar de tratadas – são impróprias para o consumo. Por águas impróprias, entende-se aquelas que contêm metais pesados e partículas capazes de contaminar o solo e, consequentemente, toda e qualquer fonte vegetal que dele brotar.

É preciso conhecer bem a origem do esgoto que será utilizado e tratado antes de colocar em prática a técnica de reúso de água na lavoura. Nesse caso, indica-se que as lavouras optantes por este tipo de recurso sejam aquelas cujo produto final ainda irá passar por algum tipo de processo industrial: cana de açúcar, arroz, feijão, café entre outros. 

Para alimentos que são colhidos e consumidos in naturam não é indicado o uso de água de reúso proveniente de esgoto. Por mais que a água seja devidamente tratada, mantendo os nutrientes necessários para irrigar o solo, microrganismos nocivos à saúde podem permanecer nela e prejudicar todo o trabalho e um ano inteiro.

Por tais razões, o armazenamento de águas da chuva torna-se um recurso mais favorável para produtores que cultivam lavouras de alimentos que serão consumidos frescos. O reúso de água fluvial é um dos sistemas mais eficientes e viáveis, especialmente para quem vive nas regiões mais ao sul do país, onde há chuva em abundância. Com essa técnica, pode-se manter a produção durante todo o ano, mesmo em épocas de estiagem.

Armazenar, tratar e usar um recurso que chega até você de forma gratuita e em abundância é inovar, mas sem perder o foco naquilo que verdadeiramente importa: a qualidade do produto trabalhado, a saúde do solo e, o mais importante, dar um respiro para os reservatórios.

Agricultura verde: por que o reúso de água é uma opção favorável para a agricultura?

A chamada agricultura de irrigação é um dos setores mais preocupantes que temos atualmente no Brasil. Isso ocorre porque ele é responsável por uma área de mais 30 milhões de hectares e, segundo a ANA (Agência Nacional de Águas), é o setor que mais consome água no país.

agricultura irrigação
reúso de água na agricultura – sistema de irrigação

Em tempos de escassez desse bem tão fundamental para a vida humana, profissionais ligados tanto às áreas específicas da agricultura, como engenheiros que atuam com o desenvolvimento de novas tecnologias, buscam alternativas para minimizar o gasto excessivo de água nos campos de agricultura de irrigação.

Ao longo dos anos, o gasto de água nesse setor vem causando grandes problemas aos recursos hídricos nas zonas rurais e locais, onde a agricultura é o carro chefe econômico. Ao contrário do que um dia pode ter sido ser pensado, a água não é um bem renovável e inesgotável.

Quando retiramos grandes volumes desse recurso da natureza e na sequência o descartamos sem planejamento prévio, acabamos por condenar toda uma população a conviver com a escassez. Os impactos naturais e sociais que o uso descabido de água provocam é um dos principais fatores que torna a agricultura um dos grandes vilões ambientais da atualidade.

O investimento em tecnologia que promova o reúso de água tanto em fazendas particulares como para produtores é uma maneira de economizar água, mas também de minimizar os danos que essa atividade causa no âmbito socioambiental, além, claro da economia financeira ligada diretamente com o abastecimento de água tradicional.

Além disso, o reúso de água é uma garantia – em muitos casos – de cultivo o ano inteiro, sem a necessidade de pausas em períodos críticos onde o volume de chuva reduzido faz com que haja necessidade emergencial de reduzir o consumo de água potável. 

Mas será que o sistema de reúso de água pode ser aplicado a todos?

Pequenos, médios e grandes: sistema de captação de água da chuva beneficia produtores de todos os portes!

Não importa o tamanho da fazenda ou a qual porte pertença o produtor rural, o sistema de captação, armazenamento, limpeza e reúso de água é benéfico para todos que atuam no setor agrícola.

A economia de água poderá ser sentida já nos primeiros meses, por meio da redução de custos com a conta do serviço. Isso por si só já é um ponto favorável, mas o investimento vai muito além.

A agricultura verde ou agricultura do bem é uma denominação que ao longo dos anos vem  ganhando força, incentivo e admiradores. Ser classificado como um produtor consciente e preocupado com a natureza é um ótimo marketing e pode alavancar as vendas das colheitas.

Captação de água para agricultura
reúso de água na agricultura – Captação de água para agricultura

Se destacar em uma área tão competitiva e muitas vezes tão difícil para pequenos e médios produtores é um grande passo que pode impulsionar um negócio de maneira inteligente e consciente. Além de ganhar espaço entre a concorrência e apoio dos defensores da preservação do meio ambiente, usar recursos hídricos de reúso pode incentivar outros produtores e fazendeiros a agir de maneira igual, formando uma corrente positiva.

Será que investir em um sistema de reúso de água demanda de muitos recursos ou maquinário?

O que é preciso para iniciar um sistema de reúso de água na agricultura?

Primeiramente é necessário analisar uma série de fatores que podem influenciar no tipo de sistema a ser adotado. Por isso, é fundamental que seja contratado uma empresa especializada na programação, desenvolvimento, instalação e manutenção de sistemas para reúso de água.

Com profissionais especializados, será possível determinar como o sistema irá funcionar, definir sua capacidade de uso, o tamanho da cisterna para armazenar a água que será utilizada e, claro, para cada situação o que será mais indicado: usar um sistema misto (tratamento de água de esgoto e captação da água da chuva) ou se apenas um dos métodos se fará eficaz.

O sistema para o reúso de água de esgoto – muitas vezes oriundas de outros setores da propriedade – irá basicamente realizar a captação preliminar do líquido, separar as impurezas, fazer o tratamento químico e, por fim, armazenar a água já devidamente tratada.

Já a água armazenada da chuva fica em uma espécie de cisterna de contenção e pode ser usada para a irrigação do solo por meio da técnica de gotejamento – que vai regando o solo e as plantações pouco a pouco e continuamente.

A água de reúso na agricultura brasileira

No Brasil, todo e qualquer sistema de reúso de água deve obrigatoriamente seguir a Resolução 54 (datada do ano de 2005). Nela, descrevem-se todos os critérios essenciais para o uso de água de reúso não potável nos mais diferentes nichos de atuação.

O reúso de água na agricultura é uma prática que está se espalhando por todo o mundo. Ela traz consigo vantagens tanto para os produtores como para a sociedade e o meio ambiente. No final, todos saem ganhando com essa prática: o produtor economiza recursos financeiros com o gasto de água, a sociedade torna-se mais consciente e não sofre com racionamentos e o meio ambiente consegue ter seus recursos naturais preservados.

No setor agrícola e em fazendas, mais do que poupar água potável o sistema de reúso de água ganha um superpoder: ser ecologicamente correto, caminhar junto com a preservação dos recursos naturais e barrar os impactos nocivos que o setor acaba causando.

E, então, você conhece algum sistema de reúso de água em uso para fins agrícolas que atingiu bons resultados e quer compartilhar conosco? Deixe um comentário contando a sua experiência!