Hotéis, motéis e pousadas consomem uma grande quantidade de água, o que supõe um alto custo. Reutilizar a água é uma solução quase obrigatória para esse tipo de empreendimento, já que traz benefícios financeiros e para o meio ambiente. 


água de reuso hotel

Basta pensar um pouco no dia a dia de um hotel: são inúmeras pessoas tomando banho a todo momento, quilos e mais quilos de toalhas e lençóis para lavar e mais água para limpar cada quarto, cada banheiro e as áreas comuns. Isso sem falar que é preciso regar as plantas, especialmente de propriedades maiores ou aquelas de hotel fazenda. As pousadas e hotéis do litoral também consomem uma grande quantidade de água, pois os hóspedes tomam banhos de maneira mais frequente. 

De acordo com alguns números divulgados pelo Ministério das Cidades, 41% de água tratada, ou seja, que seria boa para o consumo, é desperdiçada. Considerando que apenas 2,6% de toda a água do planeta é doce e que desses, 1,8% está congelada nas geleiras, sobra uma quantidade mínima de água para o nosso consumo. Reduzir o desperdício se faz cada vez mais necessário.

A questão é: o que fazer para reduzir o desperdício de água? Como esses locais podem diminuir o grande consumo de água dos hóspedes e também para a manutenção do local? Como se tornar um empreendimento sustentável e reduzir os custos com gastos de água? É exatamente sobre isso que falaremos neste artigo. Acompanhe-o e tenha boas ideias para aplicar no seu negócio!


A CRISE HÍDRICA NO BRASIL

Ultimamente, o início de todos os anos, o que corresponde ao verão, tem sido bem difícil para a rede hoteleira e motéis, especialmente em São Paulo. Um hotel que não pode fornecer água para os hóspedes simplesmente não tem como recebê-los. Alguns locais tiveram que diminuir a quantidade de hóspedes ainda que tivessem quartos disponíveis. Portanto, saber utilizar bem a água é uma necessidade do seu negócio. Sem ela, ele simplesmente não funciona.

Em 2014, por exemplo, a Sabesp precisou fazer o que os paulistanos chamaram de “rodízio informal”. Diversos bairros ficavam sem água das 23 às 5 horas. A pressão da água nas tubulações era reduzida e, por conta disso, muitas pessoas ficavam sem água em uma parte do dia, inclusive os hotéis. E, 4 anos depois, o maior sistema de abastecimento da cidade, o Sistema Cantareira, entrou em estado de alerta quando ficou abaixo de 40% da sua capacidade, mais especificamente, 39,9%. E o volume de água continuou caindo dia após dia. 


COMO A CRISE HÍDRICA ATINGIU A REDE HOTELEIRA

Os hotéis no interior de São Paulo também sofreram com a crise hídrica. Em Avaré, por exemplo, 4 grandes hotéis perderam uma grande quantidade de reservas por conta do recuo das águas. Muitas dessas empresas tinham marinas, mas elas secaram tanto que começaram a emergir bancos de areia e árvores que estavam caídas e submersas. Era impossível rodar de lancha por ali. Um dos hotéis investiu um grande valor na compra de um catamarã que não pôde ser utilizado.

Além da perda de hóspedes, muitos hotéis que tinham como diferencial os passeios de barco ou de lancha tiveram que demitir muitos funcionários. Não só pelo corte de custos, mas também porque não tinha trabalho a ser feito pela equipe náutica.


POÇOS ARTESIANOS EM HOTÉIS

Uma das alternativas encontradas por muitos hotéis para enfrentar a crise hídrica é o uso de poços artesianos.  Os poços são perfurações feitas até que se alcance o lençol freático existente no local e que possuem uma vazão entre 500 L/h a 4.000 L/h. Caso a vazão seja de 4.000 L/h, esse poço consegue oferecer 96.000 L de água por dia.

O poço artesiano, para que funcione da melhor maneira possível, precisa ter algumas partes como tubos, filtros e a bomba. É a bomba que consegue levar a água para cima, que fica armazenada em um reservatório. 

poço artesiano tratamento de água

Um dos problemas que os hotéis com poço pode enfrentar é quanto à qualidade da água. Por exemplo, às vezes não é possível utilizá-la para lavar as roupas por conta da grande quantidade de minério que vem junto. Além disso, em algumas áreas, a água pode estar contaminada com a presença de coliformes fecais, sendo um risco para a saúde de todos.

Mas isso não significa que essa água não possa ser utilizada. É possível fazer o tratamento removendo as impurezas, acrescentando cloro para matar os agentes infecciosos e tornando-a boa para as tarefas que precisam ser realizadas dentro do hotel, pousada ou motel.  

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo decidiu fazer uma pesquisa e criou uma cartilha na qual faz a comparação do consumo de água por dia em diversos setores do comércio. Hotéis com cozinhas e lavanderias gastam entre 250 a 350 litros de água por hóspede! Esse número cai para 120 litros quando o hotel não possui lavanderia ou cozinha. 

O que fazer com toda essa água? É o que vamos ver agora!


O QUE É ÁGUA DE REUSO E COMO FUNCIONA?

A água de reuso, também conhecida como água residuária, é aquela água proveniente da cozinha para lavar os pratos e preparar os alimentos. Água do banho, da descarga e outros tipos que usamos no nosso dia a dia. O mesmo podemos falar da água usada para lavar toalhas e lençóis, por exemplo. 

Depois de captada por um sistema específico, essa água é tratada até que fique dentro do padrão de uso recomendável pelos órgãos responsáveis. Não chega a se transformar em água própria para o consumo, ou seja, não é água potável. Mas pode ser utilizada em diversas outras coisas. Existem, basicamente, 2 tipos de água de reuso:

  • INDIRETO: QUANDO A ÁGUA É DESCARTADA NOS CORPOS HÍDRICOS COM OU SEM TRATAMENTO E DEPOIS É TRATADA E LEVADA PARA QUALQUER OUTRO LOCAL;
  • DIRETO: QUANDO A ÁGUA É DESCARTADA E EM LOCAL PRÓPRIO PARA TRATAMENTO E REÚSO DA ÁGUA, OU SEJA, A ÁGUA DE REUSO JÁ TEM DESTINO CERTO.

Vamos entender agora como funciona a água de reuso e em quais setores da rede hoteleira ela pode ser aplicada.


ÁGUA DAS LAVANDERIAS

Boa parte dos hotéis, motéis e pousadas possuem lavanderia própria. Por isso, o consumo de água com a lavagem de toalhas e lençóis é bastante elevado. Você não precisa jogar toda essa água fora – ela pode ser reutilizada. 

É possível instalar um sistema de tratamento no próprio estabelecimento. Tudo acontece da seguinte forma: a água sai direto das lavanderias e vai para o sistema. Primeiramente, ela passa por um dosador e é distribuída em 3 tanques. Em seguida, passa por uma bomba pressurizada, por um filtro, mais um dosador e, por fim, vai para um reservatório de água tratada. Essa água pode ser ligada à uma pia ou ao próprio sistema da lavanderia. Dessa forma, a água utilizada poderá ser reutilizada, evitando-se assim o desperdício.

Esse mesmo sistema pode ser utilizado para a água dos banheiros. Assim, a água do banho e da pia também pode ser aproveitada. Alguns sistemas de tratamento também conseguem aproveitar a água da descarga – aqui, já é preciso utilizar um novo sistema.


ÁGUA DAS CHUVAS

Outra ótima maneira de reutilizar a água é captando a água das chuvas e sem desperdício. Para usar esse tipo de água recomenda-se tirar vários litros da superfície antes para remover as impurezas. No caso do sistema da água de reuso, cada gota é a aproveitada.

captação de água da chuva

A água da chuva, normalmente, fica em um reservatório. Essa água sai do reservatório, passa por uma bomba pressurizada, dois filtros e um dosador e, por fim, vai para um outro reservatório onde só haverá água tratada. É uma água que também pode ir para as lavanderias ou pode ser usada, por exemplo, para regar o jardim, lavar os carros dos hóspedes caso ofereça esse serviço, limpar quartos e banheiros e assim por diante.


POR QUE INVESTIR EM UM SISTEMA PARA REUTILIZAR A ÁGUA?

MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

No primeiro momento, você pode pensar que é um investimento muito grande instalar esse tipo de sistema, mas precisa pensar no longo prazo. Quantas e quantas vezes você lava as peças dos quartos? Quanta água gasta para limpar cada quarto e cômodo do hotel? Certamente é bastante água desperdiçada o que pesa no seu bolso.

Isso sem falar que as pessoas estão preferindo comprar e adquirir serviços de estabelecimentos que são sustentáveis e amigos do meio ambiente. Segundo pesquisa realizada, 87% dos consumidores preferem comprar de empresas sustentáveis. Então, além de você reduzir os custos com água, ainda consegue atrair mais hóspedes.


MAIOR VAZÃO

Quanto maior a vazão, mais água você tem disponível por hora. Isso quer dizer que terá maiores condições de abastecer o seu hotel, especialmente em épocas de crise da água que o Brasil passa de tempos em tempos.


NÃO PERDE HÓSPEDES

E por falar em crise hídrica, se você não quer passar pelos mesmo problemas que outros hotéis que citamos neste texto, ter um sistema de reuso é essencial. Sua empresa não terá problemas em, por exemplo, manter os quartos limpos e lavar toalhas e roupa de cama. Assim, a água potável pode ser utilizada para o que realmente for necessário. Seu hotel continuará funcionando muito bem mesmo em momentos de crise.


CLORIFICAÇÃO

A água precisa ser tratada ainda que não seja para consumo. Por isso, é importante acrescentar o cloro para que o líquido fique livre de micro-organismos que fazem mal à nossa saúde. Com um sistema de tratamento de reuso, você também terá essa vantagem. 


PERSONALIZAÇÃO

O sistema de reuso pode ser facilmente adaptado aos mais diferentes locais e espaços. Isso quer dizer que você não precisa de um grande terreno ou de reformas e grandes mudanças para instalar o sistema de de tratamento de água. É possível ter um sistema que consiga se adaptar às suas necessidades e também ou espaço disponível.


COMO A REDE HOTELEIRA PODE REDUZIR O CONSUMO DE ÁGUA?

CONSCIENTIZAÇÃO DOS HÓSPEDES

Os hóspedes também precisam ser conscientizados sobre o consumo de água. O objetivo aqui não é que o hotel pague menos na conta de água, mas sim pensar na sustentabilidade. Por exemplo, muitos locais já estão deixando avisos sobre o uso das toalhas para usá-las o máximo de vezes possível em vez de usar apenas uma vez e já colocar para lavar. 

O mesmo podemos dizer sobre tomar banho com o chuveiro aberto o tempo todo, fazer a barba ou escovar os dentes. Um ótima maneira de fazer com que os hóspedes pensem de uma maneira mais sustentável é mostrando números. Cole algumas estatísticas nas paredes dos banheiros, quanta água cai do chuveiro por minuto e assim por diante.


CAPTAÇÃO DA ÁGUA DAS CHUVAS

É muito importante aproveitar bem a água das chuvas. Hoje em dia, existem duas formas muito boas: o uso de calhas (já bastante conhecido) e pisos drenantes que podem ser colocados nas áreas externas do hotel. A água é levada para um reservatório e de lá pode ir para o sistema de tratamento. 


VAZAMENTOS

Os vazamentos podem se tornar os grandes gargalos de água da rede hoteleira. Eles podem estar dentro dos quartos, na cozinha, na lavanderia ou em áreas comuns. Por isso, é sempre bom observar esses lugares periodicamente em busca de algo. Os vazamentos representam um grande desperdício de água.


TORNEIRAS COM FECHAMENTO AUTOMÁTICO

Assim como instalar lâmpadas com sensor é bastante útil, o fechamento automático de torneiras também é um ótimo negócio. Elas podem ser com sensor ou estarem programadas para fechar em “x” segundos depois que foi aberta.

torneira automática idral


USE REDUTOR DE VAZÃO NAS TORNEIRAS

Com um redutor de vazão a quantidade de água gasta será bem menor. Um item como esse consegue reduzir em até 50% a pressão liberada pela torneira e, em média, gera 30% de economia para o seu negócio. O redutor pode ser instalado em todas as torneiras dos quartos, na cozinha e em áreas comuns. 

redutor de vazão

Você já pode começar a preparar o seu estabelecimento para o verão, no qual há um período de crise hídrica, especialmente no estado de São Paulo. É melhor investir agora e garantir que não haverá perdas de hóspedes no futuro. Além do mais, ao reutilizar a água, você já começa a economizar com o consumo e ajudar o meio ambiente.

Quer saber como funciona o sistema de tratamento para água de reuso? Entre em contato com a gente e tire as suas dúvidas!